Procura por repelente aumenta 527% em 2016.

Uma ameaça praticamente invisível. É assim que as pessoas encaram o mosquito Aedes Aegypti. Doenças como a dengue, zika vírus e a febre chikungunya são transmitidas por esse mesmo mosquito. Um inseto que causa terror e pânico na população a muitos anos, agora faz crescer a histeria devido a notícia de que crianças e grávidas correm mais riscos do que os outros.

Todo o verão nos deparamos com os mesmos problemas, epidemias, hospitais lotados e estatísticas assustadoras. Como forma de defesa, investimos em repelentes e em cartilhas para eliminar foco de procriação do mosquito. Esse ano podemos sentir o reflexo daquela velha lei de “oferta-demanda”.

2016 mal chegou e já bate recorde de vendas em repelentes. De acordo com pesquisas, um aumento que representa mais de 1.000%. A indústria está aquecida e vem trabalhando dobrado para conseguir suprir a demanda e abastecer as prateleiras.


BLOG

Conteúdo como dicas e informações importantes do seguimento.

DEPOIMENTOS

Clientes e empresas que usam nossas soluções.

ATENDIMENTO

Atendimento com especialistas, por telefone, whatsapp e email.